‘Abril Verde’ na Paraíba tem programação para combate a acidentes de trabalho

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) abre nesta terça-feira (4) a programação do Abril Verde. O evento, que acontecerá ao longo do mês, é alusivo ao Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Adoecimento no Trabalho, lembrado em 28 de abril.

Coordenado pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Paraíba (Cerest-PB), o Abril Verde tem como objetivo a promoção e a prevenção em saúde do trabalhador. A abertura é às 8h30, na sede da SES, localizada na Avenida Dom Pedro II, em João Pessoa.

“Assim como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, a ideia do Abril Verde é marcar o mês com uma cor, que de forma simbólica, representa um tema para o qual estamos querendo chamar atenção da população, que neste caso é a prevenção, a segurança e saúde do trabalhador”, explicou a diretora-geral do Cerest-PB, Celeida Barros.

Milhões de brasileiros sofrem acidentes anualmente e outras centenas de milhares morrem no exercício do trabalho. De acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho (AEAT), 704.136 pessoas sofreram acidentes de trabalho em 2014. O indicador daquele ano aponta uma média de 16,06 acidentes de trabalho por mil vínculos empregatícios; em 2013, a taxa foi de 16,75 acidentes por mil trabalhadores.

As consequências dos acidentes de trabalho vão desde o afastamento temporário e a redução da capacidade laboral, à invalidez permanente e até ao óbito do trabalhador. Em 2014, foram registradas 395 mortes em cada 100 mil ocorrências de acidentes de trabalhos no país. Em 2013, foram 390 óbitos por 100 mil ocorrências.

“Muita gente pensa que o Sistema Único de Saúde é responsável apenas pela parte da assistência. É importante frisar que, através da Portaria 1823/2012, foi instituída a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, considerando os altos índices de mortalidade e adoecimento no trabalho. A partir daí, a saúde do trabalhador passou a ser assunto de Saúde Pública, do SUS”, acrescentou Celeida.

Portal Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *