Fórum de combate à violência obstétrica reúne diretores de maternidades na Paraíba – .:: DESTAQUEPB.COM.BR ::.

Fórum de combate à violência obstétrica reúne diretores de maternidades na Paraíba

Diretores de maternidades de João Pessoa, Itabaiana, Cabedelo, Santa Rita, Mamanguape, Bayeux, Guarabira e Pedras de Fogo devem participar da segunda reunião do Fórum Interinstitucional Permanente de Prevenção e Combate à Violência Obstétrica. O objetivo é discutir os indicadores da Rede Cegonha, principalmente, aqueles que impactam na questão da violência obstétrica. O evento será aberto ao público e ocorrerá nesta terça-feira (8), a partir das 14h, no auditório do edifício-sede da Procuradoria-Geral de Justiça, na Capital.

A realização do evento decorre de uma parceria entre o Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB), o Ministério Público Federal (MPF), a Defensoria Pública da União, a Defensoria Pública do Estado da Paraíba, a Secretaria de Estado da Saúde, a Secretaria de Saúde do Município de João Pessoa e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems).

A reunião do Fórum será presidido pela coordenadora do Fórum Interinstitucional Permanente de Prevenção e Combate à Violência Obstétrica e 2ª promotora de Justiça de Defesa da Saúde de João Pessoa, Jovana Maria Silva Tabosa. A audiência contará com a palestra da enfermeira obstétrica e doutora em Saúde Pública, Waglânia Freitas, que preside a Associação Brasileira de Enfermeiros Obstetras e Neonatais Seccional Paraíba.

Serão discutidos a realização de palestras sobre as principais diretrizes de saúde de enfrentamento à violência obstétrica; o levantamento de denúncias registradas nas ouvidorias de todos os órgãos envolvidos, com notícia de violência obstétrica, e a interlocução com os diretores dos hospitais presentes.

Foram convidados para o evento, além dos diretores das maternidades, representantes das ouvidorias de todos os órgãos envolvidos, da Assembleia Legislativa e do Coletivo de Humanização do Parto e do Nascimento na Paraíba.

MaisPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *