Documentário resgata atentado à bomba do Apolo 11 em Cajazeiras – .:: DESTAQUEPB.COM.BR ::.

Documentário resgata atentado à bomba do Apolo 11 em Cajazeiras

            Um dos episódios mais emblemáticos e misteriosos da história recente de Cajazeiras (PB), o atentado à bomba que matou dois, mutilou outros dois e destruiu o Cine-Teatro Apolo 11 no dia 2 de julho de 1975 e teria como alvo o então bispo diocesano dom Zacarias Rolim de Moura, que estava em viagem naquele dia, está sendo transformado pelas lentes do diretor e roteirista Janduy Acendino (foto), já conhecido por diversos filmes de curta-metragem.

Acontecido em pleno auge da Ditadura Militar no Brasil, marcado por outros atentados, como o do Riocentro, em 1981, o fato registrado na pequena Cajazeiras, no alto sertão da Paraíba, já contado em forma de cordel pelo professor e cordelista Janduhi Dantas e em matérias em jornais, sendo também alvo de investigação da Comissão da Verdade da Paraíba, ganhou e vem ganhando várias versões e especulações ao logo desses 43 anos, desde tentativa de assassinato do conservador Dom Zacarias pelas esquerdas, negada pelo então militante João Bosco Braga Barreto, até que teria sido uma armação do próprio regime para desestabilizar as esquerdas que lutavam pela redemocratização do país, tese sustentada pela coincidência de ter sido exatamente no dia em que o bispo se encontrava em Recife.

            Para tentar esclarecer ou entender melhor todo esse mistério, que está prestes a completar cinco décadas, a produção do documentário “A bomba do Apolo 11” está colhendo depoimentos de pessoas que testemunharam ou se debruçaram sobre o caso, como o padre Gervásio Queiroga (foto), os historiadores Chagas Amaro e José Antônio de Albuquerque, a professora universitária e jornalista Mariana Moreira, o advogado e articulista Saulo Péricles, entre outras que ainda serão entrevistadas pelo repórter José Dias Neto.

Com previsão de duração de 20 minutos e estreia em outubro, “A bomba do Apolo 11” é fruto de um projeto realizado através do Fundo Municipal de Cultura (Fuminc), da Secretaria Municipal de Cultura, com produção executiva do Núcleo de Arte do Alto Sertão Paraibano (NAASP), produção local da Cajazeira Produtora Cultural e equipe técnica formada por Wellington Oliveira (som e montagem), Wanderley Figueiredo (Designer) e equipe de articulação contando com Edivânia Figueiredo Rodrigues, José Francelino de Sousa e Edna Caboclinha.

Lenilson Oliveira

(Fotos: Internet e Assessoria)

Um comentário em “Documentário resgata atentado à bomba do Apolo 11 em Cajazeiras

  • 6 de junho de 2018 a 11:46
    Permalink

    Jamais esquecei esse dia pois meu irmão Cícero Alves Moreira já falecido, trabalhava com o Bispo exatamente no cinema “ rodava o filme, fiscalizava e prestava conta no final ao Bispo todos os dias exatamente nesse dia enquanto outro funcionários rodava o filme ele chegou em casa deitou na rede disse mana me acorda daqui a pouco que tenho fechar o cinema e ir prestar conta na casa do bispo… ele dormiu e eu também e por essa razão Deus poupou a vida do meu irmão.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *