Com apoio da Secult, peça de Eliézer Rolim é destaque no final de semana em Cajazeiras – .:: DESTAQUEPB.COM.BR ::.

Com apoio da Secult, peça de Eliézer Rolim é destaque no final de semana em Cajazeiras

O mês de agosto chega com muita festa em Cajazeiras. Não só pelo aniversário da cidade, que ocorre no dia 22. Mas também por conta de homenagens e da apresentação de produções teatrais e cinematográficas de um dos filhos mais ilustres da cidade: Eliézer Rolim. Entre as atrações, a peça “Tem um alemão no meu quarto”, numa produção da Cajazeira Produtora Cultural e com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo, e as exibições dos filmes “Beiço de Estrada” e “Sonho de Inacim”. Eliézer receberá, ainda, a comenda Bosco Barreto no dia 10, através de propositura do vereador Rivelino Martins.

Também na sexta-feira, dia 10, haverá o lançamento do trailer do filme “Beiço de Estrada”, de Eliézer Rolim, às 18h30, na Praça das Oiticicas, centro de Cajazeiras. “Beiço de Estrada” é baseado na peça teatral homônima, que também teve texto e direção de Eliézer. O espetáculo foi montado na década de 1980 e circulou pelo país, através do projeto Mambembão. Devido a ele, a atriz Marcélia Cartaxo foi convidada pela cineasta Suzana Amaral para protagonizar o filme ‘A hora da estrela’ e venceu o Urso de Prata no Festival de Berlim, em 1985.

Logo em seguida, também na Praça das Oiticicas, a exibição do filme “O sonho de Inacim”, com nomes como José Wilker, Gabriel Batistuta, José Dumont, Marcélia Cartaxo, Zezita Matos e Fernando Teixeira no elenco. Um pequeno resumo do filme: “No ano de 2000, toda a cidade de Cajazeiras, sertão da Paraíba, se prepara para comemorar o bicentenário de nascimento do seu ilustre fundador, o Padre Ignácio Rolim, descendente de franceses que nos idos de 1800 criou um colégio e a partir dele fundou a cidade de Cajazeiras. O filme mostra o sertão de hoje com seus problemas, seu ritmo de vida, sua gente, seus costumes e ritos através do adolescente Inacim. O menino tem uma capacidade sobrenatural de voltar ao tempo e conversar com o Padre Rolim (José Wilker) através de sonhos. Suas revelações surpreendem e transformam a vida da cidade”.

No sábado e domingo, 11 e 12, no Teatro Íracles Pires, sempre às 20 horas, a apresentação da peça “Tem um alemão no meu quarto”, com texto e atuação de Ana Bandeira e direção de Eliézer. Conforme a sinopse da peça, Mariana, uma atriz aposentada passa seus dias fazendo bolos de macaxeira e repetindo textos decorados da ribalta para vizinhos, enquanto espera uma carta ou a volta da filha, “a menina”, que partiu há alguns anos. Vive de imagens e lembranças que ela resgata de uma cultura indígena de sua infância, memórias de um mundo feminino, enquanto tenta desesperadamente escapar da perseguição de um alemão que dizem estar no seu quarto. O texto da peça trata sobre a doença de Alzheimer.

Natural de Cajazeiras, Eliézer Rolim é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tem mestrado em Artes Cênicas, e doutorado em Arquitetura e Urbanismo – Universidade Federal da Bahia (UFBA), com a tese: “O Artefato Cenográfico na Invenção do Cotidiano Espetacularizado”. É membro da Academia Paraibana de Cinema. Em seu currículo, diversas premiações no cinema e no teatro, além de várias produções artísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *