Coligações adotam ‘povo’, ‘trabalho’ e ‘esperança’ para tentar seduzir eleitor paraibano – .:: DESTAQUEPB.COM.BR ::.

Coligações adotam ‘povo’, ‘trabalho’ e ‘esperança’ para tentar seduzir eleitor paraibano

Além dos candidatos que vão concorrer aos cargos eletivos na eleição desse ano, as convenções partidárias realizadas até o último domingo (05) serviram também para a oficialização das coligações que vão para a disputa em outubro. No Brasil, a legislação eleitoral permite que os partidos se unam para disputar juntos o pleito eleitoral.

Na Paraíba, pelo menos quatro coligações principais foram formadas para a disputar os cargos majoritários, além de outras menores com vistas à corrida proporcional. Os nomes desses agrupamentos também foram definidos nas convenções e fazem parte da estratégia das siglas para tentar atrair o eleitor.

A coligação liderada pelo MDB, que tem como candidato ao Governo do estado o senador José Maranhão, chama-se ‘Porque o povo quer’, formada pelos partidos MDB, PR e Patriota. Esses partidos também estarão unidos em uma aliança proporcional.

‘A força do trabalho’ é liderada pelo PSB, que tem como candidato ao Governo o ex-secretário de infraestrutura da Paraíba, João Azevedo. Além do PSB, formam a coligação os partidos PDT, PT, DEM, PPS, AVANTE, PTB, PRP, PODEMOS, PCdoB, PRB, PROS, PMN e REDE.

O ex-presidente da CBTU e da Companhia Docas, Lucélio Cartaxo (PV), é candidato ao Governo pela coligação ‘A força da esperança’, que é formada pelas siglas PV, PSDB, PP, PSD, PSC, SD, DC, PRTB, PHS, PTC, PSL e PPL.

Já a coligação ‘Construir Poder popular’, encabeçada pelo candidato a governador o assistente social Tárcio Teixeira (Psol), é constituída pelos partidos Psol, PCB e UP. A professora Rama Dantas , candidata a governadora pelo PSTU, é a única a entrar na disputa sem estar em uma coligação.

Polêmica Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *