Sepultados restos mortais de adolescente assassinada há mais de um ano em Cajazeiras

Um ano e três meses depois do assassinato da adolescente Victória Albuquerque, que tinha 17 anos na época do crime, a família pôde finalmente sepultar os restos mortais dela no Cemitério de Nossa Senhora Aparecida, em Cajazeiras, no sertão paraibano, na tarde desta terça-feira (16).

Em 2017, Victória desapareceu em julho e seu corpo da adolescente foi encontrado no dia 15 de agosto.

O delegado seccional de Cajazeiras, Glauber Fontes, afirmou que a demora entre o recolhimento do corpo e a liberação para sepultamento ocorreu por conta da dificuldade de identificação da vítima.

“Houve uma dificuldade com relação à identificação oficial do corpo com o exame de DNA, já que quando ele foi encontrado já estava em estado de decomposição. Foram feitos alguns exames e nesse último é que conseguimos identificar a vítima e liberar o corpo para sepultamento”, afirmou o delegado.

Victória Albuquerque foi assassinada em julho de 2017 no sítio Santo Onofre.

As investigações concluíram que ela foi morta por asfixia e golpes de porrete. O corpo só foi encontrado por um agricultor 15 dias depois, em avançado estado de decomposição, o que levou a família a confirmar que se tratava de Victória foram as roupas.

O acusado é o jovem José Giunes, de 21 anos, que está preso e confessou que, além de Victória, também matou Thayza Criszantina Alves de Lima, 28 anos, com os mesmos requintes de crueldade.

Com Ângelo Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *